Passageira pula de carro por achar que seria estuprada por motorista de app e recebe carta dele no dia seguinte

Foto: Reprodução

Uma jovem de 26 anos saltou de um carro em movimento por acreditar que seria sequestrada e estuprada por um motorista de aplicativo, em Goiânia. Em entrevista ao g1, a designer de unhas Walirrane Ramos contou que ficou com medo após o homem fazer diversas perguntas. Depois de pular do carro, ela teve diversos ferimentos. No dia seguinte, o condutor teria enviado uma carta para ela pedindo desculpas.

“Eu tirei o cinto, sem ele perceber, abri a porta do carro e pulei. Fiquei inconsciente. Me disseram que foi ele que chamou o socorro para mim e que depois ele foi embora, fugiu do local. Minha bolsa estava dentro do carro dele. Quando foi ontem, jogaram minha bolsa no quintal de casa e tinha uma carta dele”, disse a jovem.

No bilhete que o motorista teria deixado na casa da mulher, ele fala que em “nenhum momento quis fazer maldade” com ela.

O caso aconteceu na madrugada de segunda-feira (19). A passageira disse que solicitou uma viagem para o Setor Morada do Sol, onde vive, mas disse que pulou do carro na região do Setor Vila Redenção.

Walirrane contou que, assim que entrou no carro, o motorista começou a fazer diversas perguntas, chegando a um ponto que começou a incomodá-la. Nessa hora, ela conferiu o rosto do motorista com o que aparecia no aplicativo e viu que eram bem diferentes. Após isso, ela disse que começou a ficar com medo e mandou mensagem para um amigo.

Após mandar mensagem ao amigo, ele a orientou a voltar para a casa dele, dizendo ao motorista que ela havia esquecido a chave da residência. No entanto, ao fazer isso, Walirrane contou que ele ficou nervoso e começou a acelerar com o carro. Ele ainda teria cobrado um valor de R$ 10 a mais pela corrida para levá-la de volta.

Após pular do carro, a jovem disse que teve diversos ferimentos e foi levada ao Hospital Estadual de Urgências de Goiás Dr. Valdemiro Cruz (Hugo), em Goiânia. Ela ficou internada durante todo o dia e teve alta na noite de segunda-feira.

Já nesta quarta-feira (21), Walirrane procurou uma delegacia de polícia para registrar uma ocorrência sobre o assunto. No local, ela teve acesso a um boletim registrado pelo próprio motorista, na noite do ocorrido, onde ele relatou que a mulher pulou do carro em movimento e que não sabia se ela teve fraturas.

Carta com pedido de desculpas

No fim da tarde de terça-feira (20), já em casa, a jovem disse que uma pessoa jogou a bolsa dela, que tinha ficado dentro do carro do motorista, no quintal de sua residência. Dentro, havia uma carta com o pedido de desculpas.

“Quero que saiba que em nenhum momento quis fazer maldade com você, pois sou casado e tenho filhos. Estou passando por um momento difícil financeiramente, por isso, estava usando a conta do meu pai, pois a minha conta ainda não foi aprovada”, escreveu o motorista na carta.

O homem escreveu ainda que foi ele mesmo que acionou a ambulância no dia do ocorrido e que saiu do local, pois estava com medo da reação das pessoas. Ele disse também que só percebeu que a bolsa dela estava no carro dele quando chegou em casa.

Após receber a carta, Walirrane disse que ainda não sabe o que pensar. “Estou tão confusa, porque na hora eu tinha certeza de que algo iria acontecer. Depois que ele mandou a carta, eu não sei”, contou.

Fonte: g1