Prefeitura fecha acordo com Sinte, e professores terão 3,62% de reajuste salarial em Natal

Reunião entre prefeito Álvaro Dias e dirigentes do Sinte no Palácio Felipe Camarão - Foto: Alex Régis / Prefeitura do Natal

A Prefeitura do Natal fechou um acordo com professores da rede municipal de ensino para pagamento do reajuste salarial de 2024, definido pelo Ministério da Educação em 3,62%.

Os detalhes do acordo foram fechados nesta quinta-feira (6), no Palácio Felipe Camarão, em reunião do prefeito Álvaro Dias (Republicanos) com representantes do Sindicato dos Trabalhadores da Educação (Sinte).

O aumento de 3,62% para os ativos será implantado no salário de junho e os valores retroativos, de janeiro a maio, serão pagos de junho a dezembro. No caso dos aposentados e pensionistas, tanto o reajuste de 3,62% quanto o retroativo serão parcelados até dezembro.

Depois da reunião, o prefeito Álvaro Dias assinou um projeto de lei e encaminhou para a Câmara Municipal.

Histórico de reajustes

Desde 2020, os professores de Natal receberam apenas dois reajustes: um de 6,42% em 2021 e outro de 7% em 2023. Pela lei, porém, os aumentos deveriam ter sido de 12,84% em 2020, outro de 33,24% em 2022 e mais um de 14,95% em 2023. Agora em 2024, terão os 3,62% definidos pela lei.

Prefeito e sindicalistas enaltecem diálogo

O prefeito Álvaro Dias afirmou o encontro mostra que a gestão municipal tem “respeito pela educação”.

“Em um processo com muito diálogo e transparência, conseguimos, dentro do contexto de possibilidades da Prefeitura, atender aos anseios da categoria. Dessa forma, estamos valorizando diretamente os professores com melhoria salarial e também temos valorizado indiretamente com investimentos em reformas, novos equipamentos e até mesmo na alimentação das nossas crianças, cuja merenda escolar per capta aumentou mais de 200%”, afirmou Álvaro Dias.

A professora Thelma Farias, diretora de Comunicação do Sinte, elogiou o acordo durante o encontro na Prefeitura do Natal.

“Estamos muito satisfeitos que está acontecendo todo esse diálogo entre a gestão e a categoria. Esperamos que continue para que possamos avançar ainda mais”, comentou.