Presidente Macron afirma que tropas francesas teriam assassinado o chefe do estado islâmico

O presidente francês Emmanuel Macron anunciou durante a madrugada desta 5ª feira (15.set.2021) que as tropas francesas mataram o chefe do Estado Islâmico no Grande Saara (EIGS), Adnan Abu Walid al Sahraoui. De acordo com a RFI (Rádio França Internacional) , ele foi morto em agosto no vilarejo de Menaka, no Mali.

O terrorista era acusado pela maior parte dos ataques no Mali, no Níger, e em Burkina Faso. Em agosto do ano passado, ele ordenou o assassinato de 6 trabalhadores franceses no Níger, além do guia e do motorista nigeriano que acompanhavam o grupo.

Adnan Abu Walid al Sahraoui fundou o EIGS em 2015 depois que deixou a Al-Qaeda do Magrebe Islâmico, grupo que também atua no continente africano. Ele também é ex-membro da Frente Polisário no Saara.

“Trata-se de um novo grande sucesso no combate aos grupos terroristas no Sahel”, escreveu Emmanuel Macron.

Em junho, Macron anunciou o fim da implantação das tropas francesas na Operação Barkhane, em Sahel. Segundo o Ministério da Defesa da França, o exército francês tinha, até setembro, 5.100 soldados em 5 países na região: Chade, Mali, Níger, Mauritânia e Burkina Faso.

Fonte: Poder 360


WHATS 98 FM

Quer receber notícias na palma da sua mão? É muito fácil. Para ficar bem informado, mande um “oi” agora mesmo para o nosso WhatsApp e fique atualizado.

Fale conosco: 99998-9898