BUSCAR
BUSCAR
Investigação

Procurado pela polícia, ex-companheiro é o principal suspeito de matar advogada e namorado dela na Grande Natal

Crime aconteceu por volta de 0h40 desta quarta-feira (28) em um condomínio de casas na avenida Maria Lacerda Montenegro

Andrea Teixeira e Lenivaldo Castro, vítimas da execução dessa madrugada - Foto: Reprodução
Andrea Teixeira e Lenivaldo Castro, vítimas da execução dessa madrugada - Foto: Reprodução

A Polícia Civil acredita que a advogada Andreia da Silva Teixeira, de 44 anos, e seu atual namorado, Lenivaldo César de Castro, de 52 anos, foram mortos pelo ex-companheiro dela. A suspeita inicial dos investigadores é de que a motivação do crime foi ciúmes. O ex-companheiro da mulher é ex-policial penal e não aceitava o fim do relacionamento.

Clique aqui e leia mais sobre o crime.

Em entrevista à InterTV Cabugi, Ronald Teixeira, filho da advogada, disse que reconheceu o ex-companheiro da mãe nas imagens das câmeras de segurança que registraram o crime. A investigação é conduzida pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Parnamirim.

O crime aconteceu por volta de 0h40 desta quarta-feira (28) em um condomínio de casas na avenida Maria Lacerda Montenegro. Segundo a Polícia Militar, o casal foi assassinado na frente da porta da casa da mulher, enquanto chegava ao imóvel.

Ainda de acordo com a polícia, o autor do crime entrou no condomínio em um carro sedan de cor escura. No momento em que as vítimas tiravam objetos do porta-malas do carro em que estavam, ele se aproximou correndo e atirou.

No local, foram recolhidas cápsulas de balas calibre 12.

Em nota, a Ordem dos Advogados do Brasil no Rio Grande do Norte (OAB-RN) pediu elucidação rápida do caso. A Ordem aponta que não há indícios de envolvimento com a atuação profissional da advogada.

“Porém, logo que tomou conhecimento do caso, a Seccional Potiguar acionou o Plantão de Defesa das Prerrogativas e está acompanhando situação. A OAB/RN repudia veementemente qualquer tipo de violência e se coloca à disposição das autoridades competentes para colaborar com a elucidação rápida do crime”, afirma a ordem, na nota.

Rua Carlos Chagas, 3466, Candelária, Natal/RN
(84) 4009-9898
[email protected]
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com