Suspeito de matar psicóloga em Assu é indiciado por homicídio triplamente qualificado

Suspeito de matar psicóloga em Assu é indiciado por homicídio triplamente qualificado - Foto: Reprodução

O suspeito de matar a psicóloga Fabiana Maia Veras, João Batista Carvalho Neto, 41 anos, foi indiciado por homicídio triplamente qualificado. O assassinato aconteceu dia 23 de abril de 2024 em Assu. O delegado responsável pelas investigações, Valério Kuerten, confirmou o indiciamento.

De acordo com o delegado, o inquérito foi concluído e João Batista foi indiciado por homicídio com três qualificadoras:

  • meio cruel;
  • impossibilidade de defesa da vítima;
  • motivo fútil.

“Eu já concluí o inquérito, relatei, indiciei o autor do fato (João) por homicídio com três qualificadoras, o meio cruel com que ele matou a vítima, mais a impossibilidade de defesa dela e também pelo motivo fútil”, disse o delegado.

“A tese da polícia é que ele saiu de Natal e foi a Assú com o objetivo de ter acesso ao celular da vítima.” Até o momento, o Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep/RN) divulgou dois laudos: um confirma que a pegada encontrada no local do crime é compatível com o sapato que João usava na noite do crime, e outro laudo identificou 18 lesões no corpo da psicóloga. Segundo o delegado, existem outros laudos ainda não divulgados pelo Itep.

Fonte: Novo Notícias com informações de Ponta Negra News