Veja como votaram deputados e senadores do RN em vetos sobre fake news, saidinhas e verba para invasão de terras e aborto

Plenário da Câmara em sessão conjunta do Congresso Nacional nesta terça-feira (28) - Foto: Zeca Ribeiro / Câmara
Plenário da Câmara em sessão conjunta do Congresso Nacional nesta terça-feira (28) - Foto: Zeca Ribeiro / Câmara

O Congresso Nacional analisou nesta terça-feira (28) um conjunto de vetos presidenciais.

As principais decisões foram a manutenção de um veto do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) ao trecho de uma lei que criminaliza a divulgação de fake news em período eleitoral e a derrubada de um veto do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) que permitia a manutenção do benefício da saidinha de presos.

Além disso, o Congresso derrubou um veto do presidente Lula para permitir a proibição do uso de verbas da União para promover ações sobre invasão de terras, aborto, cirurgia de mudança de sexo em crianças e outros temas que são bandeiras de siglas conservadoras.

Veja abaixo como votaram os deputados do RN nas três matérias:

Veto de Bolsonaro à criminalização de fake news

Câmara dos Deputados

Sim (para manter o veto):

  • Benes Leocádio (UB)
  • General Girão (PL)
  • João Maia (PP)
  • Paulinho Freire (UB)
  • Robinson Faria (PL)
  • Sargento Gonçalves (PL)

Não (para derrubar o veto):

  • Fernando Mineiro (PT)
  • Natália Bonavides (PT)

O veto foi mantido pelos deputados por 317 votos a favor e 139 contra, com 4 abstenções. Como o veto foi mantido na votação pelos deputados, os senadores não tiveram que votar.

Veto de Lula à manutenção das saidinhas

Câmara dos Deputados

Sim (para manter o veto):

  • Fernando Mineiro (PT)
  • Natália Bonavides (PT)

Não (para derrubar o veto):

  • Benes Leocádio (UB)
  • General Girão (PL)
  • João Maia (PP)
  • Paulinho Freire (UB)
  • Robinson Faria (PL)
  • Sargento Gonçalves (PL)

Senado

Não (para derrubar o veto):

  • Rogério Marinho (PL)
  • Styvenson Valentim (Podemos)

Não votou:

  • Zenaide Maia (PSD)

O veto foi derrubado nesta terça-feira (28) pelos deputados por 314 votos a 126 votos, com 2 abstenções.

Na votação dos senadores, o veto foi derrubado por 52 votos a 11 votos, com 1 abstenção.

Veto de Lula à verba para invasão de terras e aborto

Câmara dos Deputados

Sim (para manter o veto)

  • Fernando Mineiro (PT)

Não (para derrubar o veto):

  • Benes Leocádio (UB)
  • General Girão (PL)
  • João Maia (PP)
  • Paulinho Freire (UB)
  • Robinson Faria (PL)
  • Sargento Gonçalves (PL)

Não votou

  • Natália Bonavides (PT)

Senado

Não (para derrubar o veto):

  • Rogério Marinho (PL)
  • Styvenson Valentim (Podemos)

Sim (para manter o veto):

  • Zenaide Maia (PSD)

Os vetos do governo Lula e a retomada dos trechos foram definidas por ampla margem no Congresso Nacional. Foram 309 votos contra o veto e 107 a favor na Câmara e 47 contra e 23 a favor no Senado.