[VÍDEO] Entenda treta entre Luana Piovani e Neymar por PEC sobre praias

Luana Piovani e Neymar (Crédito: Instagram)
Luana Piovani e Neymar. Foto: Instagram

Luana Piovani e Neymar estão trocando farpas desde o início da semana nas redes sociais e tudo começou com um projeto que está no Congresso.

A atriz chamou Neymar de “péssimo cidadão” enquanto ele a chamou de “louca” em uma discussão por causa da PEC que quer transferir da União para a iniciativa privada os terrenos beira-mar.

O projeto já foi aprovado na câmara e seguiu para a Senado. Com isso, a atriz se uniu a ambientalistas em uma campanha contra uma PEC, que acusa de permitir a “privatização” das praias.

Neymar entrou na história porque anunciou a parceria com uma construtora para um condomínio beira-mar. Com isso, passou a ser acusado pela atriz de se beneficiar com o projeto – o que o jogador e a empresa responsável pelo condomínio negam.

Nesta matéria, o g1 explica o motivo da briga, o que está em jogo com a PEC e o que disseram o jogador e a atriz.

O que diz a PEC das praias?

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) quer retirar da União a propriedade exclusiva sobre os chamados terrenos de marinha. Essas são áreas na costa marítima brasileira, incluindo as praias e o contorno de ilhas.

É possível construir casas e empreendimentos nessas regiões, mas, nesse caso, os proprietários estão sujeitos ao regime de aforamento. Isso faz com que, mesmo podendo morar ou empreender na área, eles tenham que pagar à União uma taxa anual.

O ponto na proposta que levanta a discussão é que com a regra atual a União segue sendo a dona, mas caso a proposta seja aceita, isso muda.

A PEC já foi aprovada pela Câmara dos Deputados, mas seguiu para o Senado Federal, onde ainda não foi votada.

O que Luana Piovani diz sobre a PEC?

A PEC é criticada por ambientalistas, que citam o risco de privatização de praias com o projeto e a ocupação desenfreada das áreas beira-mar.

Com isso, foi criada uma campanha contra a proposta nas redes sociais envolvendo atrizes, ambientalistas e influenciadores. Entre elas, Luana Piovani. Na quinta-feira (30), a atriz publicou uma série de vídeos em suas redes pedindo que as pessoas se posicionassem contra a PEC.

“Lembra-los que todos têm que votar contra a privatização das praias. É, senhoras e senhores, 2024 e a gente já chegou nesse lugar. Lembra que eu falei que é difícil ser cidadã no Brasil. É a mesma coisa, é o que eu estou querendo dizer. Como é que a gente tem que batalhar por não privatizar praia?”, disse em um vídeo em sua conta no Instagram.

Como Neymar entrou na história?

Na semana passada, Neymar anunciou parceria com a DUE Incorporadora para o projeto anunciado como “Caribe brasileiro”, que vai ter imóveis de alto padrão beira-mar. O condomínio vai ocupar um trecho de 100 quilômetros da costa entre os litorais Sul de Pernambuco e Norte de Alagoas.

Após a aprovação da PEC na Câmara, o vídeo foi resgatado por internautas com a acusação de ser um dos empreendimentos beneficiados com a possível mudança na regra. A empresa e Neymar negam.

Com isso, Luana Piovani criticou Neymar dizendo que ele era um péssimo exemplo de cidadão em um vídeo nas redes.

“Ele é um péssimo cidadão, péssimo exemplo como pai e péssimo exemplo como homem, como marido, como companheiro, péssimo!”, disse Piovani.

Neymar responde Luana

Com a repercussão das falas de Piovani, no fim da terça-feira (30) o jogador publicou um vídeo respondendo a atriz.

“Acho que soltaram a porta do hospício e soltou uma louca aí que não solta o meu nome da boca. Quem trabalha no hospício que ela estava vai atrás dela que tá complicada. Acho que ela tá querendo alguma coisa comigo, não tira meu nome da boca. Quer ser famosa, filha? Seu tempo já foi, já. Era uma ótima atriz, não tenho nada para falar de você, mas agora tem que enfiar um sapato na sua boca porque só fala merda”, publicou.

Ele, no entanto, não citou a associação que ela fez a ele com o projeto beira-mar. No X (antigo Twitter) Neymar compartilhou uma nota de sua empresa alegando que não há relação entre o empreendimento e a PEC.

“Recentemente, o nome da nossa empresa foi associado às questões ligadas à PEC 03/2022, infelizmente, em um contexto pejorativo e politizado. Nossa parceira DUE, responsável pelos empreendimentos imobiliários na região Nordeste, já se posicionou, demonstrando o cumprimento fiel às questões ambientais e de licenciamento dos seus projetos e, sobretudo, a total desconexão da sua iniciativa privada com a PEC 03/2022, que não refletirá em nada nos imóveis de sua propriedade”.

Neymar já havia se envolvido em uma polêmica com a questão ambiental quando em 2023 foi multado em R$16 milhões por iniciar a construção de um lago artificial em sua propriedade em Mangaratiba, no Rio de Janeiro, sem a licença ambiental. O jogador recorreu na Justiça e conseguiu reverter a multa.

Neymar compartilha nota em que nega se beneficiar de PEC sobre parias — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Neymar compartilha nota em que nega se beneficiar de PEC sobre parias — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Troca de farpas

Depois da resposta, nesta sexta-feira (31) o jogador voltou a falar da atriz em suas redes. No X, ele postou as notas da incorporadora e de sua empresa em que negam que o empreendimento no Nordeste se beneficie da PEC e completou: “Entenda o caso MAL AMADA FALASTRONA! Se preocupa tanto com o Brasil e mora em Portugal”.

Luana Piovani mora em Portugal desde 2019, onde atua como atriz em um canal local. Após a publicação, ela também rebatou e disse: “Cala a boca, Neymar. Por que todo homem sem argumento tem que chamar a mulher de louca?”.

O que diz a DUE

Garantindo a transparência das nossas comunicações, reforçamos publicamente que a responsabilidade ambiental e social são valores imutáveis dentro da nossa empresa e projetos. Cumprimos as mais rigorosas leis de proteção ambiental e realizamos projetos próprios de preservação do meio ambiente. Tais valores e práticas permanecem e permanecerão.

Nossos empreendimentos não sofrerão qualquer impacto, seja positivo ou negativo, com a PRC 03/2022, como levianamente imputado por algumas pessoas em seus canais de mídia social e replicado em alguns veículos de comunicação.

Fonte: g1