[VÍDEO] ‘Não seria justo RN ficar de fora da Copa feminina’, diz Fátima em ligação com presidente do CBF

Governadora Fátima Bezerra (PT) em conversa por telefone com presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues - Foto: Reprodução
Governadora Fátima Bezerra (PT) em conversa por telefone com presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues - Foto: Reprodução

A governadora Fátima Bezerra (PT) divulgou nas redes sociais nesta quarta-feira (22) um vídeo que mostra uma ligação entre ela e o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ednaldo Rodrigues. O contato foi divulgado em primeira mão pela 98 FM.

Na gravação, a governadora faz um apelo para que a CBF articule junto à Fifa a inclusão de Natal como sede da Copa do Mundo de futebol feminino de 2027.

“Não seria justo o Rio Grande do Norte ficar de fora da Copa feminina”, afirmou a governadora.

O presidente da CBF disse a Fátima que a Fifa deverá mandar uma equipe ao Brasil entre julho e agosto para fazer uma inspeção nos locais de sede. Ednaldo Rodrigues afirmou que vai trabalhar para que Natal também seja visitada, apesar de ter ficado de fora da lista inicial de sedes.

Por ter sediado a Copa do Mundo de futebol masculino em 2014, com quatro partidas na Casa de Apostas Arena das Dunas, Natal foi uma das 12 cidades pré-selecionadas para a Copa do Mundo de futebol feminino, mas a Fifa reduziu o número de sedes para 10, retirando Natal e Curitiba.

Se Natal for confirmada como sede da Copa feminina, o estádio que receberá as partidas será a Casa de Apostas Arena das Dunas. O Mundial acontecerá entre 24 de junho e 25 de julho de 2027.

A 10ª edição da Copa do Mundo futebol feminina será a primeira disputada na América do Sul.

Diferenciais de Natal

O dirigente da CBF concordou com a governadora sobre diferenciais do Rio Grande do Norte para receber os jogos, como a localização geográfica, que favorece o deslocamento de delegações, torcedores e turistas.

“A localização de Natal é central e estratégica em relação à Europa e África”, acrescentou Ednaldo Rodrigues, que destacou o papel crescente da mulher dentro do futebol. “Uma das prioridades da CBF atualmente é investir fortemente em colocar o futebol feminino para gestoras, administradoras, preparadoras físicas, criando uma imensa cadeia produtiva”.