[VÍDEOS] Polícia prende empresários e apreende veículos, dinheiro e joias em operação contra esquema de sonegação no RN e PB

Objetos apreendidos na Operação Continuum nesta quinta-feira (23) - Foto: PCRN / Reprodução
Objetos apreendidos na Operação Continuum nesta quinta-feira (23) - Foto: PCRN / Reprodução

A Polícia Civil deflagrou nesta quinta-feira (23) uma operação contra uma empresa de comércio de roupas suspeita de praticar crimes de sonegação fiscal e apropriação indébita de impostos, entre outros delitos contra a Ordem Tributária.

A ação foi batizada de “Operação Continuum”. Ao todo, foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão e dois mandados de prisão, nas cidades de Natal (RN) e João Pessoa (PB). As identidades dos alvos não foram divulgadas pela polícia.

O prejuízo foi contabilizado em cerca de R$ 4 milhões, e dois empresários foram presos.

No decorrer do inquérito, ficou constatado que, além dos crimes investigados, diversos documentos foram falsificados visando a abertura de empresas para continuar a comercialização da marca.

Assim, ao longo de 14 anos de operação da empresa, em Natal, segundo a investigação, ao menos 20 pessoas tiveram seus dados falsificados e utilizados de forma indevida pelos investigados.

Objetos apreendidos e cooperação de instituições

Durante as diligências, foram apreendidos celulares, dois veículos, munições, dinheiro em espécie (dólares), joias e demais objetos que serão periciados. Também foi determinado judicialmente o bloqueio de bens e valores dos investigados.

Nesta ocasião, a operação contou com o apoio do Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep-RN), através do Núcleo Contábil, que realizou a extração de dados no local dos alvos, e da Polícia Civil da PB.

O nome “continuum” deriva do latim e significa continuidade, em alusão aos 14 anos de funcionamento da marca sob a gestão dos suspeitos.