Vacina precisa chegar a 140 milhões de brasileiros para garantir imunidade de rebanho, diz Dr. Alexandre Motta

Em entrevista ao programa 12 em Ponto 98 desta segunda-feira (11), o infectologista Alexandre Motta afirmou que uma parte considerável da população brasileira precisaria ser vacinada antes de se atingir a “imunidade de rebanho” no país.

Segundo o infectologista, é necessário vacinar efetivamente milhões de pessoas por dia, com prioridade para os idosos e grupos de risco, o que diminuiria o número de mortes, mas não ainda o número de contaminações pois os jovens e sem comorbidades continuariam se contaminando até que também fossem vacinados, o que ocorreria apenas a longo prazo. Isso levaria tempo devido a grande demanda e quantidade populacional do Brasil.

O dr. Alexandre enfatiza que a prioridade é vacinar as pessoas que estão mais expostas. Confira a explicação do infectologista:


Ler Anterior

Leilão do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante será feito ainda em 2021

Ler Próximo

Eficácia da Coronavac é suficiente para conter avanço da pandemia, diz infectologista