Idosa que desapareceu após desembarcar no Aeroporto de Natal é encontrada em mata no entorno do terminal

Idosa que desapareceu após desembarcar no Aeroporto de Natal é encontrada em mata no entorno do terminal - Foto: Cedida

A idosa de 67 anos que desapareceu logo após desembarcar de um voo de São Paulo para Natal, no último sábado (8) foi encontrada com vida nesta quarta-feira (12), perto do terminal aéreo.

A informação foi confirmada por familiares de Rita Caetano de Souza, de 67 anos. Segundo a irmã, Elza Souza, ela foi achada em uma área de mata no entorno do aeroporto, vestida com uma camiseta, e aparentemente debilitada.

Em nota, a Zurich Airport Brasil – administradora do terminal – informou que a equipe de vigilância do aeroporto, ao realizar a ronda de rotina na manhã desta quarta-feira, localizou a senhora na área de mata, próxima a Estrada da Produção.

“De imediato, foram realizados os primeiros socorros e, posteriormente, ela foi encaminhada de ambulância para o Hospital Belarmina Monte, no Centro de São Gonçalo do Amarante”.

A Polícia Civil também confirmou que a mulher foi encontrada nos arredores do terminal, mas informou que ela ainda será ouvida pelos investigadores.

Desaparecimento

O desaparecimento ocorreu no sábado (8). Rita pretendia visitar irmãos e outros parentes no município de São Paulo do Potengi, na região Agreste potiguar. O combinado é de que um dos irmão iria buscá-la no aeroporto.

Segundo Elza Souza, irmã de Rita, o carro que iria buscá-la atrasou cerca de meia hora. Quando Elza chegou ao terminal não encontrou a irmã e não conseguiu contato por telefone.

“Fiquei até meia noite no aeroporto indo de um lado para o outro, procurando ela”, relatou a irmã

Elza ainda informou que no fim da noite teve acesso a imagens das câmeras do aeroporto e percebeu que houve um desencontro.

Elza esperava a irmã no setor de desembarque, mas resolveu procurar o guichê da companhia aérea para obter informações sobre o voo. Nesse momento, Rita passou na área de desembarque.

Pelas câmeras, a mulher foi vista saindo do terminal e procurando informações com taxistas e outras pessoas, mas a família não conseguiu identificar se ela entrou em algum veículo.

Em nota enviada na tarde de terça-feira (11), a Zurich Airport, administradora do terminal, disse que estava à disposição para colaborar com às investigações.

Fonte: g1 RN