Médico potiguar Charles Sá é preso na Namíbia após acidente que matou Natale Gontijo e mais 8

Médicos Charles Sá (sobrevivente) e Natale Gentile, que morreu após acidente na Namíbia - Foto: Instagram / Reprodução
Médicos Charles Sá (sobrevivente) e Natale Gentile, que morreu após acidente na Namíbia - Foto: Instagram / Reprodução

O médico potiguar Charles Sá, único sobrevivente de um acidente de carro na Namíbia que matou a mulher dele, a também médica Natale Gontijo, foi preso pelas autoridades locais. A informação foi divulgada pela imprensa da Namíbia nesta sexta-feira (21).

Além disso, Charles foi indiciado por homicídio culposo e condução imprudente, segundo disse a porta-voz da polícia da Namíbia Kauna Shikwambi ao jornal local The Namibian.

Segundo o The Namibian, o brasileiro deverá se apresentar em um tribunal no dia 27 deste mês. No momento, ele é mantido sob guarda policial em um hospital de Otjiwarongo.

De acordo com a inspetora de policiamento comunitário Maureen Mbeha, o casal brasileiro teria tentado ultrapassar um carro e bateu de frente com um outro veículo que vinha na pista contrária. Todos os ocupantes do segundo carro morreram.

Inicialmente, havia sido informado que o acidente havia deixado 8 vítimas fatais, mas o número aumentou para 9.

Safári pela África

Os médicos tinham viajado para o país para fazer um safari expedicionário. Nas redes sociais, Charles Sá publicou fotos ao lado da companheira há dois dias e compartilhou que estava “muito feliz por realizar esse sonho antigo”. O casal iria percorrer três países africanos.

Natale era mineira, tinha residência com o marido no Rio de Janeiro e trabalhava atualmente em Verona, na Itália. O casal também possuía clínicas em Natal e em Belo Horizonte. Charles e Natale se conheceram durante o curso de cirurgia plástica.