Médicos dos hospitais de Assú e Tarcísio Maia relatam 5 meses de atraso em repasses do Governo do RN

Médicos do Hospital Tarcísio Maia reclamam de atrasos nos pagamentos - Foto: Reprodução
Médicos do Hospital Tarcísio Maia reclamam de atrasos nos pagamentos - Foto: Reprodução

Médicos que prestam serviço para a empresa Serviço de Assistência Médica e Ambulatorial (Sama) nas UTIs dos hospitais regionais Nelson Inácio dos Santos, no município de Assú, e Tarcísio Maia, em Mossoró, realizaram uma assembleia nesta quarta-feira (19) para tratar sobre os atrasos nos repasses dos pagamentos.

Os profissionais relatam que não recebem os pagamentos desde o mês de fevereiro, completando cinco meses de atrasos agora no mês de junho. A informação foi divulgada pelo Sindicato dos Médicos do Rio Grande do Norte (Sinmed-RN).

Em novembro do ano passado, o Governo do Estado fechou um acordo com os médicos. Pelo acerto, o repasse do Estado não poderia ultrapassar quatro meses de atrasos, o que foi cumprido por um tempo. De acordo com os médicos, porém, o Estado voltou a ampliar os atrasos.

Em comunicado à imprensa, o Sinmed-RN informou que a Justiça já deu um prazo de até 5 dias para que o Estado responda por que não está cumprindo o acordo e quando fará o repasse do pagamento para a Sama. O prazo se encerra no dia 23 de junho.

Foram encaminhados também, pelo Sinmed RN, ofícios para a Sama e para o Estado, solicitando o pagamento dos meses de fevereiro e março até o dia 30 de junho. Uma nova assembleia com os médicos foi agendada para o dia 2 de julho para avaliar se os pagamentos foram realizados.