PGR recebe pedido de investigação contra MC Pipokinha por suspeita de prática de zoofilia

Mc Pipokinha pode ser investigada por maus tratos a animais. Foto: Reprodução/Instagram

Após declarações polêmicas sobre o salário de professores e assédio sexual, MC Pipokinha esteve entre os assuntos mais comentados das redes sociais com a publicação de vídeos na plataforma digital OnlyFans, usada para o compartilhamento de conteúdo adulto e sexual. A ação foi denunciada pelo delegado da Polícia Civil do Paraná e Deputado Federal Matheus Laiola (União).

Nas imagens, a cantora usa lingerie e brinca com dois filhotes de gato. Em seguida, seu seio é lambido por um dos pets. “Não é pra mamar meu peito”, afirma enquanto continua gravando a movimentação do animal.

Em seu perfil no Instagram, Laiola manifestou sua indignação. “Dizem que a MC Pipokinha gosta de sempre estar envolvida em ‘polêmicas’. Mas agora, está envolvida num crime de maus-tratos [zoofilia]”, disse o delegado.

O delegado pediu a investigação da funkeira à Polícia Federal e ao Ministério Público Federal, além de sugerir a possibilidade de solicitar a prisão preventiva da jovem ao poder judiciário.

“Não podemos normalizar a zoofilia, que é um ato abominável! Pipokinha cometeu um crime e deverá responder por isso. Vamos pra cima! Tolerância zero para quem pratica zoofilia”, pontuou.

À CNN, a Procuradoria-Geral da República confirmou recebimento de denúncia contra Pipokinha. O ofício chegou na última quinta-feira (09) às 18h42 e ainda não foram tomadas providências. O caso será analisado.

Em nota, a plataforma OnlyFans expressou que qualquer conteúdo explícito com animais é contra a política de uso aceitável e não é permitida. Qualquer criador que poste esse conteúdo deverá ser imediatamente banido.

Fonte: CNN