Protesto de agricultores deixa Bolsonaro retido por uma hora em rodovia no Pará

Jair Bolsonaro em bloqueio no Pará — Foto: Reprodução/Redes Sociais
Jair Bolsonaro em bloqueio no Pará — Foto: Reprodução/Redes Sociais

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) ficou retido por mais de uma hora nesta terça-feira (2) em uma rodovia no interior do Pará, estado onde cumpre agendas partidárias.

Nesta manhã, militantes da Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar (Fetraf) fizeram um protesto na rodovia PA-275, na entrada de Parauapebas, para tentar impedir a entrada do ex-mandatário na cidade.

O ex-secretário e articulador do ex-presidente, Fabio Wajngarten, confirmou que a manifestação foi dispersa e Bolsonaro liberado.

Nas redes sociais, Wajgarten culpabilizou o MST: “MST fechando estradas, impedindo o livre trânsito da população. Dessa vez fechando a PA 275 local onde o presidente estava”, escreveu no X (antigo Twitter).

Apesar de se conectar em muitas ocasiões ao MST, a Fetraf tem uma atuação independente e corresponde a outro movimento popular que reivindica reforma agrária.

Segundo a federação, agricultores fecharam a rodovia para responder ao “descaso” do governo do ex-presidente em relação à agricultura familiar.

“Foi um ‘boas-vindas’ ao ex-presidente de forma simbólica e crítica, ressaltando a importância de políticas públicas que realmente atendam às necessidades dos trabalhadores e trabalhadoras do campo. A agricultura familiar não esqueceu o descaso que este governo representou para a classe trabalhadora do campo”, diz a associação.