Senadores visitam Silvinei Vasques na prisão, acionam PGR e chamam ex-PRF de “exemplo”

Ex-diretor da Polícia Rodoviária Federal (PRF) Silvinei Vasques. Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Ex-diretor da Polícia Rodoviária Federal (PRF) Silvinei Vasques. Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O senador Izalci (PL-DF) e a senadora Damares (REPUBLICANOS-DF) visitaram na manhã desta terça-feira (25) o ex-diretor da Polícia Rodoviária Federal (PRF) Silvinei Vasques, preso desde agosto do ano passado.

Essa foi a primeira de uma série de visitas que 17 senadores planejam fazer ao ex-diretor, que está no bloco 5 do Centro de Internamento e Reeducação (CIR), destinado a presos de nível superior, no Complexo da Papuda, no Distrito Federal.

As visitas foram autorizadas pelo ministro Alexandre Moraes, do STF, e serão feitas em grupos de 2 ou 3 senadores.

O ex-diretor da PRF é investigado no inquérito das blitze feitas pela corporação no dia do segundo turno das eleições presidenciais de 2022, em especial no Nordeste, com bloqueios em rodovias de cidades onde o então candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tinha vantagem contra Jair Bolsonaro (PL).

A visita durou quase duras horas e ao sair, o senador Izalci disse que acionará a Procuradoria Geral da República (PGR) para avaliar o processo de Silvinei.

“O que nos causa indignação é ver um homem que trabalhou pela segurança pública preso há 10 meses, sem condenação nenhuma. Silvinei foi um exemplo na PRF, líder de apreensão de drogas no mundo. (…) Merece atenção”, afirmou o senador, em nota enviada à CNN.

Fonte: CNN