[VÍDEO] Fátima critica PL do Aborto em ato com ministras em Natal: “Vida das crianças importa”

Governadora Fátima Bezerra (PT) em fala ao lado das ministras Cida Gonçalves (Mulheres) e Margareth Menezes (Cultura), além da secretária extraordinária de Cultura, Mary Land Brito - Foto: Governo do RN / Reprodução
Governadora Fátima Bezerra (PT) em fala ao lado das ministras Cida Gonçalves (Mulheres) e Margareth Menezes (Cultura), além da secretária extraordinária de Cultura, Mary Land Brito - Foto: Governo do RN / Reprodução

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), criticou nesta terça-feira (18) o projeto de lei 1904/2024, que equipara o aborto realizado após 22 semanas de gestação a homicídio, mesmo quando a gravidez é resultante de estupro.

“Enquanto governadora, mulher, tenho posição sim. E, portanto, dizer: você nos representa. A vida das crianças importa, a vida das mulheres importa. Não ao PL 1904”, afirmou a governadora.

Em outro trecho do discurso, a governadora defendeu: “O projeto, que em segundos eles aprovaram a urgência, vem no sentido de criminalizar as mulheres e principalmente as nossas crianças vítimas do ato criminoso do estupro em toda sua complexidade. Dói no coração quando a gente vê que o estupro é cometido dentro de casa, quantas de nós não carrega esse trauma no peito”.

“A vida das crianças importa, a vida das mulheres importa. Não ao PL 1904”, finalizou.

Mulheridades da Cultura

A fala de Fátima Bezerra aconteceu durante a abertura do Seminário Nacional de Mulheridades da Cultura, com a presença das ministras Cida Gonçalves (Mulheres) e Margareth Menezes (Cultura). O evento acontece a partir desta terça-feira (18) em Natal.

Segundo o governo, o objetivo do encontro é reunir mulheres fazedoras de cultura para promover a troca de experiências, fortalecer a organização e estimular a participação social e política delas na construção de políticas públicas.

Serão dois dias de debates, com mesas temáticas para promover o diálogo e a construção coletiva de saberes. Ao final de cada dia de atividades, estão previstas apresentações culturais protagonizadas por mulheres, representantes de diferentes segmentos culturais do País.