[VÍDEO] Médico é preso em Natal por abuso sexual de adolescentes; mãe de jovem também é presa por concordar com atos

Prisão aconteceu na Zona Sul de Natal - Foto: PCRN / Reprodução
Prisão aconteceu na Zona Sul de Natal - Foto: PCRN / Reprodução

Um médico foi preso em flagrante, na noite deste domingo (30), suspeito de pedofilia – mais especificamente, abuso e nudez infantil. A prisão foi efetuada pelas polícias Civil e Militar em um bairro da Zona Sul de Natal. O nome do profissional não foi divulgado.

A polícia foi à casa do suspeito após ser acionada pelo próprio médico. Ele havia ligado para a polícia se queixando de perturbação de sossego. No local, os policiais encontraram 5 adolescentes, além de medicamentos como tadalafila (estimulante sexual) e pílulas do dia seguinte.

Também foram localizados material de higiene feminina, como absorventes e lubrificantes íntimos, preservativo e exames ginecológicos para apurar doenças sexualmente transmissíveis.

De acordo com a polícia, a mãe de uma das vítimas, que é técnica de enfermagem, tinha conhecimento dos atos praticados pelo médico e consentia com a ida da filha à casa do suspeito. Em troca, segundo as investigações, o homem fornecia dinheiro e objetos domésticos para a mãe com o intuito de beneficiá-la. A mulher também foi presa, pela suspeita da prática dos crimes de favorecimento à prostituição infantil e abandono de incapaz.

Os policiais civis ainda apreenderam equipamentos eletrônicos de propriedade do médico.

As adolescentes foram conduzidas à sede do Projeto Abraçar, localizado na maternidade municipal Dr. Araken Irerê Pinto, especializado em acolher e atender crianças e adolescentes em situação de violência sexual.

Durante a audiência de custódia, o médico teve a prisão em flagrante convertida para preventiva (tempo indeterminado).