“Estou destruído. Perdi o amor da minha vida”, diz médico potiguar após acidente na Namíbia

Médico potiguar Charles Sá e a mulher dele, Natale Gontijo, que morreu em acidente trágico - Foto: Reprodução
Médico potiguar Charles Sá e a mulher dele, Natale Gontijo, que morreu em acidente trágico - Foto: Reprodução

O médico potiguar Charles Sá, que se envolveu em um acidente trágico de carro na Namíbia (África) na semana passada, fez um desabafo nas redes sociais neste fim de semana. Em publicação no Instagram, Charles atualizou seu estado de saúde e disse que está com uma fratura na coluna.

“Estou aqui vivo, com uma pequena fratura na coluna aguardando as autoridades locais. Não entendi ainda o porquê fiquei vivo, mas Deus deve estar com alguns planos para mim. Este acidente aconteceu no nosso deslocamento na rodovia. Aqui é mão inglesa. Na batida, fique desacordado, não lembro de muita coisa”, afirmou o médico.

O médico ainda ressaltou que havia 8 pessoas no outro veículo e que nunca tinha se envolvido em um acidente de carro em toda a sua vida. “Esta foi a primeira vez”, pontuou. Ele foi o único sobrevivente.

No relato, o médico ainda ressaltou que o teste do bafômetro feito com ele teve resultado negativo. “Natale ainda saiu viva e morreu no hospital. Infelizmente, estou destruído e não estou me importando com muita coisa. Perdi o amor da minha vida. Não sei como será meu amanhã”, declarou.

No comentário, o médico ainda agradeceu pelas orações e “boas energias” enviadas por amigos.

O acidente

Charles Sá foi o único sobrevivente de um acidente na última terça-feira (18) que deixou oito mortos, incluindo a médica Natale Gontijo, mulher de Charles. Outras oito pessoas, que estavam no outro veículo, morreram após a colisão.

Os médicos tinham viajado para o país para fazer um safari expedicionário.

Natale era mineira, tinha residência com o marido no Rio de Janeiro e trabalhava atualmente em Verona, na Itália. O casal também possuía clínicas em Natal e em Belo Horizonte. Charles e Natale se conheceram durante o curso de cirurgia plástica.

Indiciamento

Na semana passada, a imprensa da Namíbia informou que Charles havia sido preso e indiciado por homicídio culposo e condução imprudente. Segundo o The Namibian, o brasileiro deverá se apresentar em um tribunal no dia 27 deste mês.

A embaixada do Brasil no País, porém, informou que Charles não pode ser considerado preso. No momento, ele é mantido sob guarda policial em um hospital de Otjiwarongo.