Jogador é suspenso e multado pela Conmebol após críticas à Copa América: “O que importa é somente o dinheiro, a vida do jogador não vale nada?”

Marcelo Moreno (Foto: Federación Boliviana de Fútbol/Facebook)

O maior artilheiro da Bolívia, Marcelo Moreno Martins, foi punido com suspensão de uma partida e multa de US$ 20 mil (aproximadamente R$ 100 mil) por criticar a organização da Copa América no Brasil em meio à pandemia do novo coronavírus (covid-19).

O atacante, que também é artilheiro das Eliminatórias para a Copa do Mundo, questionou a Conmebol ao saber dos casos positivos de covid-19 relacionados ao torneio, em uma postagem no Instagram que foi posteriormente retirada. A entidade abriu um processo disciplinar contra ele na terça-feira (15).

“Obrigado a vocês da Conmebol por isso. A culpa é totalmente de vocês. Se morre uma pessoa, o que vocês vão fazer? O que importa é somente o dinheiro, a vida do jogador não vale nada?”, escreveu o artilheiro boliviano.

(Foto: Reprodução)

Moreno posteriormente afirmou em comunicado que não tinha intenção de ofender a Conmebol e atribuiu a publicação a uma interpretação equivocada dos responsáveis ​​pelas suas comunicações públicas.

A Comissão Disciplinar da Conmebol decidiu suspender o jogador na partida de sua equipe na competição, que aconteceu nesta sexta-feira (18), contra o Chile, o que significa que estará liberado para jogar contra o Uruguai no dia 25 de junho em Cuiabá.

Moreno, que completa 34 anos na sexta-feira, foi um dos jogadores bolivianos com teste positivo para covid-19 e não pôde estar na estreia de seu time, que perdeu por 3 a 1 para o Paraguai.

Confira a decisão da Conmebol:

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

*Por Agência Brasil